terça-feira, 27 de março de 2018

Quando o facebook é mau

Tempos houve em que o facebook era bom. Foi quando o mahatma Obama era o primeiro presidente das redes sociais. Quando ia ajudar à democratização da sociedade e à salvação do mundo.
 Agora é mau. Ajudou a eleger Trump e contribuiu para o brexit. Que fazer? proibi-lo? não, claro que não. O facebook pode voltar ao seu papel de luz do mundo. Basta que dele se erradique o discurso de ódio e se entregue a sua gestão a forças progressistas, devidamente mandatadas para escolherem o que se pode ou não publicar. Pessoas que saibam qual o fim da humanidade e quem pode alcançá-lo. Eleitos da era da tecnologia. Gente limpa, que eduque as massas analfabetas.
 Nota: já agora, qual a credibilidade de um maricas de cabelo cor-de-rosa?

https://www.jn.pt/mundo/interior/brexit-nao-aconteceria-sem-cambridge-analycia-9217389.html

2 comentários:

  1. A credibilidade de um maricas de cabelo cor-de-rosa? Deve ser a mesma daquela prostituta que foi entrevistada há uns dias pelo 60 minutos, o tal programa que, de acordo com aquele grande portento do jornalismo mundial que dá pelo nome de Mário Crespo, representa o "rigor informativo da CNN"! ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tudo gente séria, tudo gente muito recomendável. Aliás, agora as putas são virtuosas. Só mesmo com Trump.

      Eliminar