terça-feira, 27 de março de 2018

Não se pode citar a Bíblia nas esquadras

O país laico e republicano acordou em sobressalto por causa de mais uma infâmia conservadora. O JN informou o povo de que um agente da PSP fez um sermão a alguns detidos, citando passagens bíblicas. À tarde, não sei em que canal, uma senhora (doutora, certamente) falava em "abuso de poder".
 Correcto e afirmativo. Há que suspender imediatamente o agente em causa: Se citasse o Alcorão, o Capital, um manual de etiqueta LGBT, qualquer coisa de reiki ou coisa parecida ainda se aceitava. A Bíblia é que não. Numa sociedade progressista e laica não há lugar para tal coisa.

Sem comentários:

Enviar um comentário