sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018

Conhecendo os desígnios da nova ordem nem quero imaginar o que aí vem

Mas calculo que entre as medidas "radicais" esteja contemplado o repovoamento do Interior com invasores:
  "O Interior tem de reunir condições decisivas para lutar contra o despovoamento. Tem de reunir várias medidas, fiscais e não fiscais, todas convergentes, tanto quanto possível radicais."- Miguel Cadilhe, Jornal Económico, cit. in Sábado, 22 de Fevereiro de 2018.

6 comentários:

  1. A Nova ordem(globalismo) e os factores de decadência no post aqui http://planetadosprimatas.blogs.sapo.pt/1510.html?view=4326

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Alguns dos factores são culpa nossa, que não agimos, que calamos... a nova ordem globalista também avança até onde a deixam avançar, e nisso as populações têm muita responsabilidade.

      Eliminar
  2. Sim meu caro(os globalistas conseguiram dominar as massas quer pela formatação ideológica/activismo suicidário quer pela passividade fomentada pelo pós-modernismo com todas as suas distrações,sem esquecer a cobardia e a estupidez pura e dura pois claro)no entanto nós ainda andamos aqui a tentar elucidar os "rebanhos",por falar em rebanhos veja este video https://www.youtube.com/watch?time_continue=5&v=lw9It6nkN1A (muito elucidativo e bem apresentado)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É o materialismo, a vencer até ao momento. Vamos ver se é possível reverter isso. Os europeus adormecidos acordariam se lhes dissessem que correm o risco de perder o automóvel, o telemóvel, o cão... de outra maneira é complicado. Perder a identidade? para muitos isso não é nada, infelizmente.

      Eliminar
  3. -» A alta finança, capital global, ambiciona terraplanar as Identidades, dividir/dissolver as Nações para reinar...
    -» Os mercenários europeus - tal como a alta finança - são intolerantes para com os povos autóctones (economicamente pouco rentáveis) que procuram sobreviver pacatamente, e ao seu ritmo, no planeta.
    .
    ---»»» Antes que seja tarde demais, há que mobilizar os nativos, que se interessam pela sobrevivência da sua Identidade, para o SEPARATISMO!...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O problema é que o separatismo implica um esforço tremendo,para o qual esta gente europeia dos nossos dias não está minimamente preparada. Ou interessada em estar.

      Eliminar